seletiva internet - parceiro

COVID

Índice de Covid-19 aumenta em Guarapuava com testes em casos suspeitos

Em 24 h, foram 17 a mais. Em 48 h, chegou a 33 novos contagiados

Quarta-feira, 01 de julho de 2020

O boletim/Covid-19 divulgado nos últimos dias pela Prefeitura de Guarapuava demonstra uma tendência que vem sendo analisada recorrentemente pelo Paraná Central – de que a testagem em massa é um meio indispensável para mensurar o índice de contaminação comunitária e, com isso, a velocidade com que o vírus está se propagando no Município. Paralelamente, as medidas que a Administração Municipal e o Governo do Estado estão adotando para enfrentamento à pandemia.

O crescimento acelerado da contaminação em Guarapuava está se comprovando a cada boletim sobre o coronavírus, uma tendência que já vinha sendo alertada pelas autoridades municipais e estaduais para esta fase da pandemia, de que haveria um pico nos diagnósticos com a expansão em todo o País e, mais especialmente no Sul, com a chegada do frio (que eleva as síndromes virais). O avanço também coincidiu com o envio de mais “kits” de testes pelo governo estadual aos municípios.

Em Guarapuava, o boletim desta terça, em comparação ao anterior, revela que mais 17 pessoas foram testadas positivo. Agora, 83 pacientes encontram-se em isolamento domiciliar e um internado (eram dois, o segundo foi negativado). Ao boletim de segunda-feira, houve um acréscimo de 33 novos infectados, numa proporção que praticamente vem dobrando (quase 100%) de um dia para outro.

Pelos índices oficiais, percebe-se que os novos casos positivados saem dos que estavam sob suspeita e sendo investigados, aguardando o resultado dos exames. Na segunda-feira, eram 162 pessoas; ontem, caiu para 147, justamente a diferença (17) que fez aumentar o grupo de confirmados.

Contabilizando-se todos que estão no grupo principal, com contaminação confirmada, sob investigação ou em isolamento (têm contato com pacientes contagiados ou suspeito), descontando-se os dois óbitos oficialmente anunciados, chega-se à conclusão que o coronavírus envolve, no momento, 612 pessoas em Guarapuava.

ENFRENTAMENTO

Ontem, o prefeito Cesar Silvestri Filho informou que a Prefeitura vem realizando uma média de 100 testes diários. Ele chegou a aventar a hipótese de retornar com medidas restritivas das atividades comerciais caso o índice de infecção aumente, mas salientou que Guarapuava figura entre as cidades com menor contágio no Paraná. As restrições seriam para manter o Município nesse patamar.

O coronavírus contaminou trabalhadores de três órgãos ligados à Prefeitura: a Agência do Trabalhador, o setor de Recursos Humanos no Paço Municipal (que atende a todo os servidores públicos) e a UBS Parque das Árvores. Todos os setores estão fechados para atendimento externo e prestam serviço a milhares de pessoas.

Por sua vez, o governador Ratinho Junior anunciou, em “live”, com a presença de secretários estaduais, uma série de medidas a diversos municípios que concentram 75% dos casos oficiais. Guarapuava não figura nesta lista.

Ainda sobre o boletim desta terça, informa-se que o grupo que teve as suspeitas descartadas passou de 899 para 915 e o de liberados do isolamento, de 987 para 988. Esta contagem leva em conta todos que passaram pelo controle da Secretaria Municipal da Saúde desde o começo da pandemia.

Comentários