seletiva internet - parceiro

ECONOMIA

Guarapuava volta a ter Produtos da Terra

Feiras começam a partir de segunda-feira

Sábado, 08 de agosto de 2020

Verduras, legumes, pães caseiros, bolachas, bolos, ovos, mel e artesanato estão entre os produtos de qualidade que voltarão a ser comercializados de forma presencial no Mercado Produtos da Terra, anexo a Rodoviária, a partir desta segunda-feira (10). O atendimento ao público será retomado de segunda a sábado, do meio-dia às 19h, com a adoção de todas medidas de prevenção e segurança determinadas pelas autoridades sanitárias.

“Estamos seguindo todos os protocolos de saúde, com a disponibilização de álcool em gel, uso obrigatório de máscaras, distanciamento em filas e entrada controlada. Contamos com a participação de 30 empreendedores solidários que se revezarão em escalas semanais no atendimento”, explicou a coordenadora do Mercado Produtos da Terra, Vandeca Chizini da Fonseca.

Além disso, prezando pela segurança do público e dos empreendedores, e respeitando as determinações municipais, não será permitida a entrada de pessoas que integram os grupos de risco da Covid-19. “Para esse público e também para aqueles que não puderem se deslocar até a sede do Mercado, manteremos as vendas online, através da parceria com o site Compre do Produtor, garantindo assim o atendimento e a manutenção da segurança”, acrescentou Vandeca.

Inaugurado no fim do ano passado, o Mercado é o primeiro espaço público no município que trabalha com a Economia Solidária, um método que gera cooperação, autogestão, sustentabilidade e prosperidade entre os participantes do programa. A partir dessa concepção, o público pode adquirir variedades como defumados, galinhas caipiras, artigos religiosos, artesanatos e lembranças da cidade, com a garantia de que o modelo de negócio adotado ali promove autonomia e geração de renda aos trabalhadores informais da cidade.

O empreendimento solidário é resultado de uma parceria da Secretaria de Políticas Públicas para as Mulheres com a Secretaria de Agricultura. O espaço é cedido pela Prefeitura de Guarapuava para o Programa Municipal de Economia Solidária.

Comentários