seletiva internet - parceiro

ECONOMIA

Como comprar um imóvel de leilão em Ponta Grossa

Um guia prático para entender como funciona a compra e a venda de imóveis de leilão

Segunda-feira, 13 de julho de 2020

Se você está em busca de imóveis em Ponta Grossa com preços “abaixo” do valor de mercado, saiba que os leilões de imóveis podem ser a solução perfeita para quem quer pagar menos. Mas se você nunca ouviu falar deste assunto, pode ficar relaxado porque nós preparamos um guia prático com informações relevantes para você que está buscando casas à venda em leilões de imóveis, sem cair em golpes.

ENTENDENDO COMO FUNCIONA: Logo de cara, é preciso entender como funciona este tipo de venda para que você não caia em armadilhas. Basicamente, os leilões de imóveis são realizados quando o dono da casa ou apartamento à venda não cumpre com o pagamento do local e fica inadimplente, seja pelo atraso de parcelas de um financiamento imobiliário ou por ter colocado o imóvel em questão como garantia de pagamento de um empréstimo bancário que não foi quitado. Desta forma, em um leilão imobiliário, que pode ser realizar por uma empresa do ramo ou por um órgão de justiça, oferece o imóvel e o comprador que oferecer o maior lance, arremata o bem.

CHECHANDO O EDITAL DE COMPRA: Todas as especificações de apartamentos e casas à venda em Ponta Grossa em leilões são especificadas em um edital, que fica disponível no site das empresas responsável pelo evento ou tribunais de justiça. Tomar conhecimento deste documento é imprescindível para que você saiba tudo sobre o imóvel como estado de conservação, metragem, lotes à venda inclusos na compra, dívidas e pendências jurídicas etc. Também é possível encontrar no edital o local, a data e o horário do leilão, além das regras – que são específicas para casa um – e as formas e condições de pagamento.

ATENÇÃO ÀS DIVIDAS DO IMÓVEL: Se você se interessou por uma casa ou apartamento à venda em um leilão de imóveis, saiba que também é preciso considerar as pendências e dívidas do mesmo, que estão descritas em seu edital, já que está à venda, justamente por conta da inadimplência de seu antigo dono, pois estas dívidas serão repassadas ao novo proprietário, no caso, você. E é neste ponto que o negócio pode ser uma grande armadilha, afinal, mesmo que o valor das casas à venda no leilão seja relativamente baixo, é preciso avaliar se suas dívidas não são iguais ou até maiores que seu preço de compra. Para ficar à par destas informações, basta conferir a matrícula do imóvel junto ao edital, além é claro de pesquisar informações sobre este na justiça.

VISITA AO IMÓVEL: Nunca feche um negócio imobiliário, sem antes visitar o local que você está interessado em comprar, talvez você já tenha ouvido isso de alguém próximo, mas o caso é que neste tipo de compra, via leilão de imóveis, alguns dos apartamentos e casas à venda, não podem ser visitados previamente, por isso é fundamental conferir o edital com as informações antes, para saber se você pode ou não ir até o local da sua possível nova moradia, para conferir se está tudo certo, antes de fechar negócio. Caso a visita seja liberada, procure a ajuda de um corretor de imóveis de confiança, para acompanhá-lo até o local, além de ajudar na avaliação de todos os itens, ele poderá indicar qual o valor do lance que você deve oferecer pelo imóvel.

AVALIE SE REALMENTE VALE À PENA: Se o maior benefício da compra de imóveis por meio de leilões é a sua economia, de nada adianta oferecer lances iguais ou maiores que o preço máximo de um imóvel novo, semelhante. É necessário que você esteja atento às cobranças embutidas no valor da venda e verifique se este negócio é realmente bom para o seu bolso. Outro ponto que você precisa saber é que o benefício do seu FGTS – Fundo de Garantia por Tempo de Serviço – não pode ser utilizado para a aquisição de uma casa ou apartamento à venda em Ponta Grossa em um leilão de imóveis.

IMÓVEIS NÃO OCUPADOS: Muitos apartamentos e casas à venda em leilões de imóveis ainda não estão desocupados por seus antigos proprietários, mesmo assim, se você optar por imóvel que ainda possui moradores, saiba que existe um auxílio judicial dizendo que o local deve ser desocupado em, no máximo 2 meses, após o dia da compra. Por isso, quando estiver em um leilão de imóveis, opte por oferecer lances à imóveis que não estejam com moradores. Essa atitude certamente causará menos problemas e stress com o antigo dono do local, e não envolve nenhum risco judicial em relação à sua mudança imediata.

POR FIM: Não se esqueça de avaliar todos os prós e contras de imóveis em leilão. Se achar que a oportunidade de negócio é boa, invista, sem esquecer de conferir todos os itens do edital do local, e se quiser saber mais sobre a compra de imóveis em leilão ou outros assuntos relacionados ao mercado imobiliário, não deixe de seguir nossos perfis nas redes sociais. Caso tenha ficado com alguma dúvida, deixe sua pergunta nos comentários deste artigo que nossa equipe irá lhe responder o mais rápido possível.

Comentários