seletiva internet - parceiro

POLÍTICA

As chances de Celso Góes

Quinta-feira, 06 de agosto de 2020

O bioquímico Celso Góes (Cidadania) já foi candidato a prefeito pelo PT em Guarapuava, migrou para outros partidos aliando-se ao grupo do atual prefeito, Cesar Silvestri Filho, de quem já foi secretário de Esportes, Executivo e, mais recentemente, da Saúde. No seu currículo, ele se declara como o secretário que “enfrentou a pandemia do coronavírus em Guarapuava” e com isso embala sua pré-candidatura a prefeito.

DR. CORONAVÍRUS

Desde que foi obrigado a deixar a Secretaria da Saúde, por força da legislação eleitoral, Celso Góes sumiu do cenário político. De uma hora para outra, acabou com as “lives” que fazia diariamente, em sua página pessoal, anunciando e comentando, como secretário municipal, o boletim diário do coronavírus. Era o início da pandemia, a população estava confusa, com medo, e quem falasse oficialmente era “autoridade no assunto”.

EVAPOROU

Ao se desligar da Secretaria, Celso Góes foi aconselhado a abandonar as transmissões diárias. Ficou desidratado. Agora, na reta final da pré-campanha, concorrendo à candidatura contra o vice-prefeito Itacir Vezzaro (Podemos), que continua no exercício pleno do mandato, Góes está buscando outros caminhos: fortalecer o nome junto à executiva estadual do Cidadania, comandado pelo deputado federal Rubens Bueno e, em nível regional, pela deputada Cristina Silvestri.

AS FICHAS DO PRÉ

Apesar de Vezzaro estar no mandato, e assim poder participar de diversos eventos públicos, Celso Góes tem como vantagem o apoio do presidente da Câmara, João do Napoleão, e de mais “11 vereadores”. Napoleão, por sua vez, reza conforme a cartilha do empresário Odacir Antonelli, que está firme e forte no jogo político municipal. E em nenhum momento, pelo que consta, Cesar Filho “fechou” com Vezzaro, como também não o fez com Celso Góes. Ou seja: o jogo está sendo jogado.

NEGOCIADOR

Entre os atributos de Celso Góes está sua capacidade de negociação. Ele já foi conversar inclusive com o ex-prefeito Fernando Ribas Carli (PSD), pedindo apoio e sugerindo que indicasse um vice. Nesse contexto, é visto por muitos dos atuais vereadores como um político que sabe alinhavar costuras e é mais receptivo.

Comentários